Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

COLETÂNEA - 1

                1
Tenho fé e vou em frente
Sorrio mais que choro
Pelo conjunto da obra, me acho 10!
Amigo meu mesmo não sendo perfeito,
Ainda assim não tem defeito.
Se tenho dúvidas, não falo
Se atrapalha, eu calo.
Gosto de sol
Mas há dias que a chuva cai bem...
Gosto de fotografias
De sair e de ficar também
De música, letra, melodia
De viajar
Gosto de ler prosa, romance e poesia
Conhecer pessoas, paisagens, lugares
Coisas leves, gente boa, gosto de alegria
Se não concordo, busco não participar
Amor é uma palavra, somente 4 letras
Mais importante vivê-las do que falar
                       2
Sou tímida porém alegre
(A timidez não pode impedir ninguém de ser feliz)
Sou tranqüila mas agitada.
Paciente mas ansiosa

Minha fé nunca move minhas montanhas
Mas me ensina como contornar
Acreditar nunca evita as minhas quedas
Mas me faz levantar...

E assim, entre um sorriso e um susto,
Entre uma gargalhada e uma boa olhada,
Vou vivendo, cantando,aprendendo,
Errando, sabendo, acertando
Triste às vezes.
Alegre de vez em quando
Feliz sempre...
=Acho que eu sou do bem=
                             3
Uma pessoa que acredita.
Uma pessoa que não amarga.
Que só desiste se não tiver outro jeito.
Que se desiste, não desdenha.

Acredito que o prêmio da vida é o COMO se vive, ainda que não possamos escolher O QUE viver;
Acredito que a sinceridade é a maior de todas as virtudes;
Que sem alegria não há salvação;
E que só teremos alegria se tivermos um mínimo de amor nas nossas atitudes.
                                           4
O Mílton fez essa música pra mim! Pena que ele não me conhece...

Por tanto amor, por tanta emoção
A Vida me fez assim,
Manso ou atroz,
Doce ou feroz
Eu caçador de mim,

Preso a canções
Entregue a paixões
Que nunca tiveram fim,
Vou me encontrar,
longe do meu lugar

Eu caçador de mim...

Nada a temer,
se não o correr da luta.
Nada a fazer,
se não esquecer o medo.

Abrir o peito à força numa procura
Fugir às armadilhas da mata escura

Longe se vai sohando demais
Mas onde se chega, sim!
Vou descobrir que me faz sentir
Eu caçador de mim!

http://minhalente1.gigafoto.com.br
Deusa Urbana
Enviado por Deusa Urbana em 07/11/2007
Reeditado em 02/10/2017
Código do texto: T727028
Classificação de conteúdo: seguro

Copyright © 2007. Todos os direitos reservados.
Você não pode copiar, exibir, distribuir, executar, criar obras derivadas nem fazer uso comercial desta obra sem a devida permissão do autor.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre a autora
Deusa Urbana
Rio de Janeiro - Rio de Janeiro - Brasil
108 textos (4174 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 23/10/17 23:14)
Deusa Urbana