Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

MINHA TORTUOSA DANÇA SINGELA

Minha tortuosa dança singela
Extende-se singular por esse salão
Sigo a música malandramente
Faço a música n’outras vezes
Vou mergulhar nas águas da vida
Ser direto na ação
Minha tortuosa dança singela
Não permite rodeios ou ensaios
Contratempos ou indecisão
Tem que ser coisa de homem
Sim, sim!
Não, Não!
Meio termo não dá.
POETA URBANO
Enviado por POETA URBANO em 07/11/2007
Código do texto: T727229
Classificação de conteúdo: seguro
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
POETA URBANO
Camaçari - Bahia - Brasil, 42 anos
527 textos (13085 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 19/08/17 05:09)
POETA URBANO