Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

LA BELLE DU JOUR

LA BELLE DU JOUR

Ela estava lá por acaso
Acomodou-se ao recanto pra descansar
E a natureza aproveitou a sua beleza
Pra ficar mais bonita e enfeitada

Foi numa tarde de céu bastante azul
Outono pelo meio, o sol reluzia na água cristalina
A brisa fresca espalhava em derredor
Um tapete de folhas e pétalas perfumadas

Linda e perfeita como a atração do pecado
Toda a singela beleza que nela encontrou
Deixou encantado e apressado o coração
de um vate encarnado de pintor

Agraciado com o prazer de vê-la à sombra
De uma acácia florida como cachos de luz,
Daquela mulher, musa de cabelos negros
E rosto tão belo logo se enamorou

Perguntou-se, mas tinha quase a certeza,
Foi assim que deslumbrado concluiu
Que o jardim das delícias acabara de encontrar
E para a eternidade resolveu revelar


Texto publicado no cenário AS LETRAS DA PINTURA  nº 1 organizado pelo Grupo ecos e Poesia sobre a  obra  __" Fim de Tarde no JD de Maguetas"  Washington Maguetas
http://ecosdapoesia.net/letras/apresentacao.htm

Mario Rezende
Enviado por Mario Rezende em 08/11/2007
Reeditado em 06/12/2007
Código do texto: T728478

Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, desde que seja dado crédito ao autor original (Mario Rebelo de Rezende). Você não pode fazer uso comercial desta obra. Você não pode criar obras derivadas.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Mario Rezende
Rio de Janeiro - Rio de Janeiro - Brasil
690 textos (51459 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 20/08/17 16:40)
Mario Rezende