Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Cápsulas Anacrônicas

                                               para Luíz Torres

Eu caminho rápido descendo a rua
Sigo meu instinto sem olhar para trás
Numa busca efusiva por algo que desconheço
É a única coisa que eu quero fazer
(e não me olhe assim)

Nas noites quentes eu encontro meu outro mundo
Se por acaso eu não te reconhecer
Desculpe-me pela minha falta de apego
Siga minha sombra e não interrompa minha dança
(eu não lamento por você)

Há uma atração óbvia por fugas ilícitas aqui
Que me faz esquecer o menino em casa
O mesmo menino antes amedrontado pelos trovões
Pode agora gritar e ser maior que próprio céu
(e eu sou maior que céu)

Meus inimigos estão do outro lado da linha
Enquanto eu fico fascinado pela situação de me encontrar
Perco-me mais a cada estrela cadente
O que houve comigo, apenas um dia ruim
(quero outro alguém)

Enquanto isso me dê tua mão
Vamos descer rápido está rua estranha
Antes que o sol nasça para um novo dia
(e eu tenha que acordar)
Junior Bittencourt
Enviado por Junior Bittencourt em 08/11/2007
Código do texto: T728839
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Junior Bittencourt
Cruzeiro - São Paulo - Brasil
89 textos (827 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 23/10/17 02:57)
Junior Bittencourt