Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

GRAN CIRCO IRMÃOS POESIA


GRAN CIRCO IRMÃOS POESIA



palavra,
artifício desdito ao cômico plural,
necessária, necessário, necessária e tal,
deu pra destravar
os nós das gargantas
dos que falam e consentem.

palavra,
trapezista aflita na altura mortal,
necessária, necessário, necessária ao pulo,
saltou esvaziada
nas frases d’efeitos
da fala do esfolado cotovelo.

palavra,
artifício no ato do mímico confuso,
necessária, necessário, necessária ao uso,
gestuou safada
aos membros em abuso:
o público ganho a duras penas.

palavra,
palhaça régia muda no gargarejo,
necessária, necessário, necessária ao riso,
soprou línguas-de-sogra
em torno do pastelão d’arena
na lona desta construção mal feita.

palavra,
mulher-barbada de pernas de fora,
necessária, necessário, necessária ao circo,
fez qualquer magia
pro domador encantado
pelas letras ditas à  primeira vista.
Djalma Filho
Enviado por Djalma Filho em 21/03/2005
Código do texto: T7294
Classificação de conteúdo: seguro

Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, desde que seja dado crédito ao autor original (Djalma Filho http://www.recantodasletras.com.br/autor.php?id=686). Você não pode fazer uso comercial desta obra. Você não pode criar obras derivadas.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Djalma Filho
Salvador - Bahia - Brasil
658 textos (19471 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 27/09/16 17:40)
Djalma Filho