Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Poesia do viver


Queria eu, nesta vida, viver da poesia
Registrar em verso, noite e dia,
As belezas do meu lugar
Do meu velho e novo lugar...
Fotografar as palavras
As pessoas que passam
As pessoas que ficam
No caminho, bem devagar

A divagar nesta vida,
Fotografo, sem medida,
Da janela preferida,
As belezas deste lugar.
Sinto o frio e o zumbido
Do vento aos meus ouvidos
Que me trazem os registros
Das pessoas que vivem cá

Sinto ainda o arrepio
No vento que mexe o mato
E canta, quase insensato,
Inspirando o pássaro a voar
Em parceria com o vento
Ele plaina quase lento
E me encanta com seu dançar

Ao fundo,
Por detrás dos coqueirais,
Lindas montanhas que talvez cerquem o mar...
Fotografo, sem medida,
Em versos e arrepios
As belezas deste lugar
Luciano Villalba Neto
Enviado por Luciano Villalba Neto em 09/11/2007
Código do texto: T730215
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Luciano Villalba Neto
Sobradinho - Distrito Federal - Brasil, 48 anos
121 textos (1734 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 20/08/17 12:42)
Luciano Villalba Neto