Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Segredo da noite


A aranha tece a teia
A gota d’água lava os pratos sujos que deixamos na pia
Escuto a porta bater
E levar teus passos
É, mais uma vez: noite sem dia!

A gaveta guarda a meia
A hora passa por hora e meia — é dia.
O vento invade o quarto e me faz enlouquecer.
O sol que agora é mormaço
Me faz um cego sem guia.

O pensamento voa
E o tempo não está nem aí...
O rosto — molhado na tristeza e
Com saudade do seu suor —
E o coração não entendem nada.

Adeus
Ou ao diabo
Sei lá a quem recorrer...
Correr? Pra onde? Pra quê?
E a porta não bate novamente...
Luciano Villalba Neto
Enviado por Luciano Villalba Neto em 09/11/2007
Código do texto: T730220
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Luciano Villalba Neto
Sobradinho - Distrito Federal - Brasil, 48 anos
121 textos (1746 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 18/10/17 02:29)
Luciano Villalba Neto