Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Deserção

Hoje eu quero desertar de mim,
fazer só aquilo que estiver a fim,
quem sabe beber em algum botequim,
quem sabe me solto, começo um motim
quem sabe assim eu fujo de mim...
Hoje (e só hoje) eu não quero ser eu,
quero ser a criança que nunca cresceu;
aquela que o tempo não embruteceu,
aquela que a vida não envelheceu,
a outra “mim”, meu outro eu!
Hoje eu quero ir-me embora,
não levo relógio prá não ver a hora,
quem sabe assim tudo melhora,
e meus demônios eu boto prá fora!
Preciso ir agora, 
sem mais contratempos,
preciso de um tempo,
prá ver se me entendo,
prá ver se me aprumo,
e me rendo enfim...
Quem sabe eu aprendo
e retomo meu rumo,
quem sabe então, eu volto prá mim!
Mara Regina Weiss
Enviado por Mara Regina Weiss em 09/11/2007
Reeditado em 09/11/2007
Código do texto: T730507
Classificação de conteúdo: seguro

Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, desde que seja dado crédito ao autor original (Mara Regina Weiss e o site marareginaweiss.recantodasletras.com.br). Você não pode fazer uso comercial desta obra. Você não pode criar obras derivadas.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre a autora
Mara Regina Weiss
São Bento do Sul - Santa Catarina - Brasil
405 textos (30122 leituras)
1 áudios (100 audições)
22 e-livros (2803 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 19/08/17 10:27)
Mara Regina Weiss

Site do Escritor