Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

SKY

supremas sejam suas falas
não mais poderias, ante sua força,
ante sua agonia,
recompor sua vida.
sua, sua, sua,
porque, já não és mais a minha
sim, deixaste a esta figura
entregue ao léu.
podes me perguntar:
- o que queres?
uma mulher de Atenas - respondo.
não, não, não
minha comedida força,
não, não se refaz
e a ela, não posso ter.
O vento, por meu mal,
vem varrer,
varrer,
varrido
toda,
mas toda essa esperança.
só resta,
é o que resta
lançar-me ao espaço,
todo infinito,
e desagregar esses sentimentos
oh! quanto eu minto.
e essa mentira me
sacrifica.
louco.
devo estar louco.

Peixão89
Peixão
Enviado por Peixão em 21/03/2005
Código do texto: T7307
Classificação de conteúdo: seguro
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Peixão
Santo André - São Paulo - Brasil, 57 anos
3231 textos (120252 leituras)
1 e-livros (241 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 07/12/16 22:43)
Peixão