Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Da casca do ovo

Todas as ruas cobertas de panfletos
Papeis picados que rolam pelo chão
Todos se exaltam como e de direito
Entre sorrisos e apertos de mãos

Mudam-se as caras mas não trocam a fita
Velas ao vento são promessas já ditas
Benditas pra quem tanto acredita nelas
Lá no palanque estão os oradores
Semeiam sonhos como se fossem flores
As flores de plástico...da nossa janela

Flor que faz parte dos anseios do povo
Que vai com fé e acredita na lida
Como quem quebra e sai da casca do ovo
Pronto pra um novo recomeço de vida

Ah! O vento sopra e leva tudo embora
E a tempestade vem e varre o chão
Pelos bueiros imundos desse mundo agora
Todos os sonhos  uma vez mais lá se vão

Mas não se deixe esmorecer meu irmão
Que outros tantos sairão dessa gente
Serão serpentes que se alimentarão
Da fé de quem espera pacientemente

Que nasça finalmente um ser presente
Que irá plantar e regar a semente
Da felicidade...na palma das mãos
Daqueles que acham que nada será em vão

Fazemos parte dessa constituição.
petronio paes frança
Enviado por petronio paes frança em 09/11/2007
Código do texto: T730708
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
petronio paes frança
São Paulo - São Paulo - Brasil, 62 anos
549 textos (20656 leituras)
2 áudios (40 audições)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 21/10/17 19:15)
petronio paes frança