Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto
DESAMANDO A VONTADE DE ESQUECER VOCÊ!
*********************


Moldando!


Embolando!


Fingindo!


Sentindo!


Sofrendo!


Amando!


Desamando!...


Nunca demais,

nem tampouco de menos!


Sentindo o corpo emoldurando-se

no bolo de quase nada fingindo

ser enorme e quase tudo...


sentimentos sofrentes e

sofríveis que amarguram o

oposto do amar por ter nascido

com outra face!


Sem face porque o amor não tem forma,
não tem fórmulas,

não reside embora habite,

não maltrata,

mas machuca!


Talvez ele coexista nas várias

formas que não se retrata ou

até seja o presente mais ausente

que eu consiga imaginar...


acontece e fim...


finda com tantas fôrmas de

elucubrações de quem,

por um instante,

precisou desamar!


Moldando o riso,

embolando o risco,

fingindo não perceber,

sentindo que a hora passou,

sofrendo o amargor do aceno,

amando apesar de tudo e

desamando esta vontade

de esquecer você!...


©Balsa Melo

19.07.06

Cabedelo -PB

BALSA MELO (POETA DA SOLIDÃO)
Enviado por BALSA MELO (POETA DA SOLIDÃO) em 10/11/2007
Código do texto: T731497
Classificação de conteúdo: seguro

Copyright © 2007. Todos os direitos reservados.
Você não pode copiar, exibir, distribuir, executar, criar obras derivadas nem fazer uso comercial desta obra sem a devida permissão do autor.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
BALSA MELO (POETA DA SOLIDÃO)
Uberaba - Minas Gerais - Brasil
3010 textos (87765 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 20/10/17 20:27)
BALSA MELO (POETA DA SOLIDÃO)