Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

MARGARIDAS


As margaridas que plantei
Não me olham mais
Tenho vergonha de encará-las
Me desprezam e murcham
Quando pensam em mim

As gotas de lágrimas que derramo
Mostram minha insanidade sem luz... cega como a noite sem lua
Perdão se sou tão fraca
Diabólica e pobre

Eu simplesmente necessito
De tua cor viva
E seu perfume alegre
Para poder assim
Desencarnar... e morrer feliz.
silmara silva
Enviado por silmara silva em 10/11/2007
Código do texto: T731725

Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, desde que seja dado crédito ao autor original. Você não pode fazer uso comercial desta obra. Você não pode criar obras derivadas.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre a autora
silmara silva
Teresina - Piauí - Brasil, 34 anos
58 textos (1809 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 19/08/17 07:14)
silmara silva