Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Oferenda!

A aurora surge magnífica.

Me integro a natureza,

Deste lugar, de paradisíaca beleza.

Mergulho no mar, inteira e nua,

Purificando meu corpo.

Desfrutando a delícia do mar, a me beijar...

Me entrego ao prazer,

Do vai e vem das ondas.

A volúpia domina meu ser.

Minha volta ao princípio de mim.

A invocação do cio,

Início do ritual de entrega.

Respiro este ar, me doou ao mar...

Deixo seu canto me embalar.

Ofereço meu corpo, num alta de areias,

Sentindo os raios, acariciando-me a pele,

Um calor amoroso, gostoso,quase um gozo.

Doura meu corpo!

Lânguida, percebo o momento me envolver.

O silêncio no ar...

E o canto do mar!

Preguiça gostosa, minha pele sedosa...tentação!

O sal, deixa um cheiro de pecado no corpo.

Sedução domina a razão.

Delícia, ser possuída, pelo astro rei!

Ilumina a fêmea em mim.

E meu cheiro exala no vento.

Vai ao teu encontro

Quer dominar teus pensamentos.

Sentes, arrepios de leve?

É meu hálito a te pesquisar o rosto,

Pousar na tua boca,

Sentindo-lhe o gosto!

Meus pés deslizam na areia.

Numa dança pagã e selvagem,

Aprendi a cantar com as sereias.

Só para te seduzir, te fazer vibrar.

Poderes nas mãos,no coração.

voz de veludo entoar.

Lanço meu canto, até te alcançar.

No intuito de seduzir, de enfeitiçar.

Se você permitir, te ganhar, te leva...

Numa louca cavalgada em mim.

Por sobre as ondas do mar...

Faço parte atuante dessa manhã.

Meu corpo, esse mar, esse sol.

Preparo de dia, o alimento da tua libido,

E a noite, quando a lua impera.

Serena e tranqüila a brilhar.

Te ofereço meu corpo despido e dourado.

Perfumado de sol, céu e mar!

Me enrrosco em teu sexo,

Te ascendo com beijo sensual, molhado

Ardente, apaixonado.

Só para te fazer meu mestre,

Escravo, amante.

Provocas meus gemidos...

Meu homem, meu poeta,

Minha razão de sonhar!

Eu toda, sou tua oferenda.

Entregue ao sol na manhã,

Iluminada com a luz do luar.

Pronta para te amar...

Para que desfrutes o sabor,

Todo o meu amor!

Vêem, mergulha em meus mares.

Perdoa meus pudores...

És, do meu desejo senhor.

Dono de minhas vontades,

Com teus carinhos selvagens.

Serei, de seu querer,

A imagem que surge em teu sonhar,

A sombra, uma mulher de verdade.

Que tudo que quer,

E te sentir a vontade,

Alma, corpo, sexo... tudo junto.

Quer me traz a lembrança,

O calor do sol no corpo,

E beijos de brisa no rosto.

Aceita-me, como tua oferenda profeta.

Me deixa te fazer sonhar meu poeta.

Viaja em minhas palavras.

Desfaz a distância num gesto,

Me trazendo você,

Em teus versos!
Observadora
Enviado por Observadora em 18/11/2005
Reeditado em 19/11/2005
Código do texto: T73209
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre a autora
Observadora
Salvador - Bahia - Brasil, 50 anos
487 textos (27393 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 09/12/16 21:48)
Observadora