Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Abstrato ou Concreto

Como pode ser uma coisa assim,
Escrevi umas linhas do que queria te falar,
E você não entendeu ou então não gostou,
Minha sinceridade é o bem maior que te dou,

Talvez você não esteja acostumado assim,
Ou eu não deveria ter lhe falado de mim,
Dos meus sentimentos e devaneios,
Quem sabe pense que quero lhe por arreios,

Mas saiba que eu não pretendo jamais,
Impor-te ou exigir-lhe de forma alguma,
Apenas desejei um pouco te ninar,
Com umas poucas palavras para a ti alegrar,

Mas vejo o que fiz não foi muito aceito,
Se não, não terias reagido desse jeito,
Desculpas eu te peço, só não vou me ajoelhar,
Pois sou uma poeta e gosto de poetisar,

Abstrato ou concreto eu gosto de escrever,
A poesia é uma arte que eu gosto de tecer
Com rima ou sem rima para quem quiser ler,
Nela é muito fácil de me fazer conhecer.
Negra Poetisa
Enviado por Negra Poetisa em 10/11/2007
Reeditado em 24/01/2012
Código do texto: T732186

Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, desde que seja dado crédito ao autor original. Você não pode fazer uso comercial desta obra. Você não pode criar obras derivadas.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre a autora
Negra Poetisa
Porto Seguro - Bahia - Brasil
342 textos (21005 leituras)
14 áudios (919 audições)
3 e-livros (354 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 22/08/17 22:33)
Negra Poetisa