Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

ME RESTA POESIA

Tem me alimentado os últimos dias
Poesia... poesia...poesia
Uma poesia de cores e aromas
Uma poesia que frustra
O fantasma de meus conflitos

Por que me faz tão mal P.O.E.S.I.A?
Como dói minhas vísceras
Como sangra minh’alma
Imploro doidivana esse extermínio

Me restou essa incansável
Poesia
De todos os segundos
De toda uma vida...
O mundo só é mundo
Devido à poesia
Que ainda salva-me!
silmara silva
Enviado por silmara silva em 12/11/2007
Reeditado em 12/11/2007
Código do texto: T733899

Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, desde que seja dado crédito ao autor original. Você não pode fazer uso comercial desta obra. Você não pode criar obras derivadas.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre a autora
silmara silva
Teresina - Piauí - Brasil, 34 anos
58 textos (1809 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 22/08/17 06:47)
silmara silva