Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Parque

Sobe, desce, sobe, desce,
Nas alturas e cá embaixo.
Vejo morros, vejo nuvens,
E a areia que arrefece.
Desce, sobe, desce, sobe,
Inferno e céu simultâneos.

Alto, baixo, alto, baixo,
Vislumbro antes o depois;
Esbarrando em meu agora,
Transcendo a linha do tempo.
Subo e desço, vento no rosto,
Desço e subo, poeira nos pés
Que me impelem para os dois.

Para frente, para trás,
Ouço o ranger da corrente
Num tubo de cor desbotada.
Para trás, para frente,
Os pés estirando e dobrando
As pernas de longas caminhadas.

Dou um pulo em meu futuro,
Retornando ao passado.
O presente, na divisa,
É quase estático, um nada.
E com o impulso que ganho
Vou mais longe a cada vez:
Para frente, para trás,
Num vai-e-vem sem parada.

Rodopio, bem veloz,
Para não sentir o caminho:
Fecho os olhos, nunca sei
Se é subida ou descida
A marcha que me imponho.
Gira-gira, tudo dá voltas.
Inclusive minha vida.

Mãe, me chama pra dentro!
Enjoei desses brinquedos.
Quero meu vira-lata,
Minha bicicleta de sucata,
Minha boneca que nunca falou...

Não sei e não quero mais
saber quem sou.





Vany Grizante
Enviado por Vany Grizante em 12/11/2007
Código do texto: T734402
Classificação de conteúdo: seguro

Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, desde que seja dado crédito ao autor original (cite o nome do autor). Você não pode fazer uso comercial desta obra. Você não pode criar obras derivadas.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre a autora
Vany Grizante
São Paulo - São Paulo - Brasil, 57 anos
430 textos (71083 leituras)
4 áudios (428 audições)
3 e-livros (373 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 18/10/17 09:52)
Vany Grizante