Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

(A)TEMPORAL

Cheiro de terra molhada.
As folhas caem suaves
o vento me arrepia
a brisa me consola.

Cheiro de verde fresco.
Aroma de vida
num compasso perfeito.
Rítmo que embala a alma.

Assovio do tempo.
Grunhidos de galhos secos
roçando a cabeleira
no telhado de zinco.

E os pingos que caem
tocam insistentes seus acordes.

Melodia crescente.
Bate, bate, bate
até que fura
fura a terra
faz brotar a semente.

E os acordes tocam
insistentes.
E a vida se precipita
em torrentes.


Monica San
Enviado por Monica San em 12/11/2007
Código do texto: T734648

Copyright © 2007. Todos os direitos reservados.
Você não pode copiar, exibir, distribuir, executar, criar obras derivadas nem fazer uso comercial desta obra sem a devida permissão do autor.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre a autora
Monica San
São José do Rio Preto - São Paulo - Brasil, 47 anos
251 textos (6373 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 23/10/17 13:46)
Monica San