Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Rumo a Lugar Nenhum

Me abisma
Essa sua cisma
De querer saber tudo o que acontece
E se alguém estranho aparece
Contando aquilo que acha que viu
 Você acredita, mas desconfia
Se eu disser que a pessoa mentiu.

Em todo o caso eu acredito no acaso
Nem sempre tão certo
Mas sempre muito perto
Do fim de onde tudo começou
E o que restou
Vai ficar para depois
E quem sabe o que se foi
Explique o que ainda pode acontecer.

É tudo tão confuso
E se eu abuso
Da sua paciência
Você me joga de lado
Se você não quer
Diga-me logo pra eu sair
Mas se não sabe
Então não me faça de palhaço.

Tantas voltas
Dadas no mesmo lugar
Tantas palavras
Ditas sem pensar.
E agora vou dizendo tudo
Para quem está sentado
Do meu lado neste trem
Com destino a perdição
Parando em estações
Que remetem às minhas memórias
Que não deveriam ser evocadas
Estavam esquecidas e ignoradas.

Me abisma
Essa sua cisma
De querer saber pra onde vou – mas nunca estivemos juntos
É você que não se deu conta de que nada aconteceu.

19/11/05
Miguel Rodrigues
Enviado por Miguel Rodrigues em 19/11/2005
Reeditado em 20/11/2005
Código do texto: T73472
Classificação de conteúdo: seguro

Copyright © 2005. Todos os direitos reservados.
Você não pode copiar, exibir, distribuir, executar, criar obras derivadas nem fazer uso comercial desta obra sem a devida permissão do autor.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Miguel Rodrigues
Barueri - São Paulo - Brasil, 33 anos
1434 textos (42681 leituras)
6 e-livros (1681 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 09/12/16 23:32)
Miguel Rodrigues