Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto
SONHOS VALSANDO O ADEUS!
**************


São pequenos sonhos,

mas são infinitos!


Ocupam espaços desabitados

no carretel de linhas imaginárias!


Não costuram,

mas conseguem prender!


Alinhavam meu coração a esta

possível impossibilidade de te amar sempre!


São sonhos quase sãos!


Inválidos,

nesta hora,

por não conseguirem abraçar teu corpo!


São pequenos por não se situarem na dimensão do acorde do teu peito e

por chorarem,

ainda,

a valsa do adeus!



©Balsa Melo

24.07.06

Brasília - DF

BALSA MELO (POETA DA SOLIDÃO)
Enviado por BALSA MELO (POETA DA SOLIDÃO) em 13/11/2007
Código do texto: T736342
Classificação de conteúdo: seguro

Copyright © 2007. Todos os direitos reservados.
Você não pode copiar, exibir, distribuir, executar, criar obras derivadas nem fazer uso comercial desta obra sem a devida permissão do autor.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
BALSA MELO (POETA DA SOLIDÃO)
Uberaba - Minas Gerais - Brasil
3010 textos (87182 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 24/08/17 08:00)
BALSA MELO (POETA DA SOLIDÃO)