Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Poema 0208 - Ante meus sonhos


 
Quero chegar bem perto dos seus lábios,
não faça perguntas agora,
apenas sinta ser invadida,
deixa que lhe dome,
em meus braços os sonhos vêm antes.
 
Sinta seu corpo preso ao meu,
um certo perfume espalhando ao redor,
não olhe, feche os olhos e deixe-se ir,
indico-lhe o caminho, vem,
quando acordar seremos amor, o maior de todos.
 
Perdoe-me se esqueci algum detalhe,
quero apenas apresentá-la minha paixão,
colar alguns sorrisos nas suas lembranças,
até que seu coração venha para meu peito,
talvez goste deste sonho, faço-a real agora.
 
Quando chegar seus lábios estarão marcados dos meus,
tentarei roubar-lhe todos os sabores, todos os sonhos,
nada lhe darei além de amor, nada,
tomarei seu corpo como quiser, em troca
serei sua noite, seu dia, nada além de seu amante.
 
Quando um dia me esquecer, talvez perdoe,
partirei após o último abraço,
cancelarei as vontades, esfriarei as paixões,
como se um deus fosse, levaria de você a alma,
junto os desejos para que jamais sejam divididos!
 
05/04/2005
Caio Lucas
Enviado por Caio Lucas em 22/03/2005
Código do texto: T7366
Classificação de conteúdo: seguro
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Caio Lucas
São Paulo - São Paulo - Brasil, 68 anos
4429 textos (116059 leituras)
1 e-livros (166 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 27/09/16 19:20)
Caio Lucas