Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

ÁGIO DO TEMPO

Um adeus hoje atado nas cordas vocais;
uma cruz n´ombro d´alma rumando ao destino;
meu olhar raso d´água escondendo a salmoura;
minha mente acordando prá crua verdade...
Coração de profeta pressente o futuro
e já faz o meu corpo amargar solidão,
reconheço esta cena que a vida reprisa
propagando esse filme de sessões infindas...
Mais um cerco se fecha na minha quimera,
novo ciclo envelhece no mundo real
que belisca o meu sonho que arregala os olhos...
Prontidão de quem sabe que tem que sofrer
pra pagar com tal ágio, porque foi feliz
por um laivo de trégua que o tempo assentiu...
Demétrio Sena
Enviado por Demétrio Sena em 14/11/2007
Código do texto: T737525
Classificação de conteúdo: seguro

Copyright © 2007. Todos os direitos reservados.
Você não pode copiar, exibir, distribuir, executar, criar obras derivadas nem fazer uso comercial desta obra sem a devida permissão do autor.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Demétrio Sena
Magé - Rio de Janeiro - Brasil, 56 anos
3055 textos (61849 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 23/08/17 17:10)
Demétrio Sena