Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

“NO MORE! OH, NEVER MORE!...”


nunca mais
(que saudade de camaleão de Seu Nélson)
nunca mais a turma chata de francês
nunca mais o jardim
nunca mais Estruturalismo
Lingüística
Estrutura do Ensino do 1º Grau
novidades
ai, Deus, quantas saudades
nunca mais João Oliva arrastando
a perna em direção ao prédio novo
nunca mais aquela vagareza de Olguinha
nem Seu Wellington Elias
procurando Aurinha
a dentuça de Fio branco
a elegância de Johnny
oh, eu morro!
saudades de Adventures in English Literature
da eloqüência avassaladora de “Termópilas”
da visão sócio-político-econômico-cultural-catatal-geral de Padre Ovídio
nunca mais reclamar o aumento
de preço do cafezinho
nunca mais o Inferno de Dante
O Paraíso de Milton
a Biblioteca
Seu João
as madeixas loiras de Therèze
brilhando ao sol
Jorge Neto beijocando
o xangô de Luís Márcio
o comentário de Alceu Monteiro
as lágrimas da chorosa Helena
o alemão de Bernardo
o sermão de Wálter Leão
nunca mais o filho de Geovanina gritando
nunca mais fazer testes
esperar as notas
nada disso
nunca mais
graças a Deus?

                                                                1972
(poema de despedida - dia da minha formatura no Curso de Letras/UFS)
TÂNIAMENESES
Enviado por TÂNIAMENESES em 15/11/2007
Código do texto: T738195
Classificação de conteúdo: seguro

Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, desde que seja dado crédito ao autor original. Você não pode fazer uso comercial desta obra. Você não pode criar obras derivadas.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre a autora
TÂNIAMENESES
Aracaju - Sergipe - Brasil, 69 anos
1684 textos (176293 leituras)
1 áudios (102 audições)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 19/10/17 05:38)
TÂNIAMENESES