Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

RECONSTRUÇÃO

Eu quero a paz que outrora existiu.
Retornem as primaveras floridas,
Com pássaros a cantar,
Regatos a gotejar.

Não mais existem?!!!
São lendas? !!!

E o homem o que faz?
Não diz que tudo inventa,
Que tudo pode modificar?

Faça voltar a primavera
Com sua alegria e encanto.
Retorne-a se for capaz.

Que as crianças brinquem,
Não com restos de guerra,
Não em ambiente de discórdia,
Mas sim com a sutileza
De quem não conhece
O mundo que as corrompem.

Que os românticos continuem a admirar
As noites com belo luar,
Os vôos livres das aves.
Que os jovens se amem a cada instante,
Como se nada existisse ao seu redor.
Nada, além do mundo inocente, cheio de encanto,
Que só é percebido por quem ama e é amado.

Que os velhos se sintam úteis,
Não só pelo que são,
Mas tanto pelo que foram.

Maldigo os que destroem
Como bendigo os que amam.
Laerte Creder Lopes
Enviado por Laerte Creder Lopes em 15/11/2007
Reeditado em 16/11/2007
Código do texto: T738861
Classificação de conteúdo: seguro

Copyright © 2007. Todos os direitos reservados.
Você não pode copiar, exibir, distribuir, executar, criar obras derivadas nem fazer uso comercial desta obra sem a devida permissão do autor.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Laerte Creder Lopes
Rio de Janeiro - Rio de Janeiro - Brasil
162 textos (14442 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 18/10/17 22:18)
Laerte Creder Lopes