Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

tardança

amanhecem perfumes
de flores brancas
e de tão intenso aroma
traz à memória
doçuras de palavras
a deixar, no olhar,
um molhado de mil cores

repousam à sombra da oliveira
sonhos dum olhar azul, pois,
somente assim sustenta-se
o porvir

as frações, da hora, badalam
entre os olhos e alma; à chuva,
desabrocham fieiras de olivas
e amanhecem outros perfumes

[triste ser de distâncias : no
enquanto o poema é lento e
sobrevoam fantasias, entre as olivas,
até que o regresso aconteça]
marcia eduarda
Enviado por marcia eduarda em 16/11/2007
Reeditado em 04/02/2008
Código do texto: T739317

Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, desde que seja dado crédito ao autor original (márcia eduarda®). Você não pode fazer uso comercial desta obra. Você não pode criar obras derivadas.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre a autora
marcia eduarda
São Paulo - São Paulo - Brasil
537 textos (16971 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 17/10/17 20:32)
marcia eduarda