Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

OUTRO POETA

converte alma minha, tua palavra,
a religião de teus abismos.

vago suspensa na ausência
gravidade abandonada em canto.

lira escrita, sábia luz que projeta,
existe razão para haver silêncio!

ouço-te ecoar versos sopros,
agito-me bandeira por tua letra...

olhos espichados, outros tempos,
li em ti constelação de novidade,

no que ditas gravei minha identidade,
moro em casulo apoiada em ti!
betina moraes
Enviado por betina moraes em 16/11/2007
Código do texto: T739907

Copyright © 2007. Todos os direitos reservados.
Você não pode copiar, exibir, distribuir, executar, criar obras derivadas nem fazer uso comercial desta obra sem a devida permissão do autor.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre a autora
betina moraes
Rio de Janeiro - Rio de Janeiro - Brasil, 48 anos
391 textos (3640 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 17/08/17 13:29)
betina moraes