Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Misturei minhas fantasias...

Misturei minhas fantasias
Aluguei o tempo e o espaço
Divaguei no formato
Alterei tratados e sai da toca
Tudo era prazer, sexo & tesão
Não rasguei a roupa, pensei no depois
Não estourei o tempo, pensei no amanhã
Ah! como pensei!
Chorei de emoção, vibrei cada músculo
Tanto prazer que pude oferecer
Tudo tão farto, tudo tão próximo
Essa coisa de pele, ah! extasia
Olhei pela janela, luz brilhante
Quando olhei de novo, nada vi
Só senti um arrepio na pele...
Muito tempo se passou
Nem sei onde estão minhas fantasias
Largadas em uma folha em branco
Rasgadas como ruas no coração da cidade
Escutei falsas comemorações
Lastimei sentidos ocultos
Página que se vira num trocar de roupa
De tão pouca que usamos uma noite
Outro copo me espera em casa
E me farto na fumaça de um novo cigarro
Até o cheiro me escapas a dizer
Ilusões de uma boca e de lábios lassivos
As mãos nem mais tocam o orgasmo
Que diáfana sinfonia reverberava aos cantos
De tantos cantos quantos foram permitidos
Por entre essas coxas que tanto gozei
Oh! céus, lá se vão fantasias
Onde nada mais me resta
Apenas essa lágrima no canto do olho
Que reluto em tragar no amargo da boca
Sim, mais conformado, embora solitário
Esperando mais um ano passar
E outras quimeras criar.

Peixão89
Peixão
Enviado por Peixão em 22/03/2005
Código do texto: T7403
Classificação de conteúdo: seguro
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Peixão
Santo André - São Paulo - Brasil, 56 anos
3231 textos (120194 leituras)
1 e-livros (241 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 27/09/16 19:20)
Peixão