Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Dor sem fim

E foi assim...
Um filho arrancado
Uma mãe enlouquecendo
Um rosto desfigurado
Mais um dia amanhecendo...

Foi dor sem fim...
Foi lamento na senzala
Foi o corte da navalha
Foi o sangue escorrendo
Foi o medo se espalhando
Foi mais negro morrendo...

Quantos negros morreram de banzo...
Quantos negros morreram de fome
Quantos negros morreram lutando
Quantos negros morreram sem nome...

E diz pra mim...
Se a luta terminou
Pois o racismo ficou
E negro vai vivendo
No meio desse veneno...

Até quando o negro vai agüentar...
Humilhação indiferença
Até quando terá que lutar por igualdade
Até quando me diz meu senhor
Que o negro terá que lutar
Contra o preconceito de cor...
Cássia Dias
Enviado por Cássia Dias em 17/11/2007
Código do texto: T740302
Classificação de conteúdo: seguro
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre a autora
Cássia Dias
Rio de Janeiro - Rio de Janeiro - Brasil, 52 anos
418 textos (48128 leituras)
71 áudios (16739 audições)
9 e-livros (592 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 17/08/17 07:00)
Cássia Dias