Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Para minha Madrinha

 Há uma flor na direção dos meus braços
Que eu só vejo quando estou calado
Sozinho na muralha de espinhos
Eu penso na dor deste caminho
E no frio,no frio

Há uma flor na direção dos meus braços
Que sente o cansaço de estar por estar
Na alegria de quem pode alcançar
A alegria de poder alcançar

Há uma flor na direção dos meus braços
Chorando rezando por um pedaço
Embreagado como marte
Sorrindo assustado como venus

Há uma flor na direção dos meus braços
Que nunca viu a noite
Que nunca viu a lua
Que nunca se despiu
Que nunca ficou nua

Há uma flor na direção daqueles braços que são meus
Rasgando os céus por gritar
Sem saber do amanhecer
Ramones (Silvio Romão)
Enviado por Ramones (Silvio Romão) em 17/11/2007
Código do texto: T740351
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Ramones (Silvio Romão)
Jundiaí - São Paulo - Brasil, 32 anos
26 textos (1154 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 18/10/17 14:48)
Ramones (Silvio Romão)