Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

PUTEIRO


Com as vistas ausentes
Janaína chora a distância
dos tempos morados no mar.

Desceu na rampa do Mercado
na cidade que a viu de tão alto
de chinelos  em couro e contornos
com pés prontos para ouro e prata.

Tomou cerveja, sururu e lambreta,
esperou a noite descer para subir
a ladeira da Montanha e conhecer
sua madrinha que lhe prometerá
cama, comida e robe comprido
- daqueles dos meios de pernas –

Janaína tomou conta do ambiente.
Não tomava chá de cadeira.
Em meio a tanta disputa,
as putas, com ciumeira,
envolveram-lhe no enredo.
Seu amigo, o Zé Piniqueiro,
de viado e pombo-correio,
passava-lha os recados
dos poetas sem dinheiro
dos seresteiros a cantar
dos estudantes tarados
dos homens viciados
pelo vendido corpo de mulher
que atravessou o recôncavo.

Do Anjo Azul para o Onze
do Sete Três ao Meia Três,
com a morte de Zé Piniqueiro
Janaína ficou sózinha.
Sem amigo e sem madrinha
foi pra uma casa aberta no Pelourinho
e passou a morar de favor em troca
do dinheiro de mal procedência
dos vagabundos do mangue.

Janaína queria ver o saveiro
que com ela trouxe esperança
de mar para os olhos doces
que hoje anda a chorar e chorar.

Montanha, no fundo o Mercado,
um quartinho improvisado
sem poetas, sem saveiros
ou sequer um namorado
Janaína voltou ao mar
mergulhou ao doce
morrer sem voltar
morna e doce
à tona d’água:
Janaína de Oxum!

Djalma Filho
Enviado por Djalma Filho em 22/03/2005
Código do texto: T7423
Classificação de conteúdo: seguro

Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, desde que seja dado crédito ao autor original (Djalma Filho http://www.recantodasletras.com.br/autor.php?id=686). Você não pode fazer uso comercial desta obra. Você não pode criar obras derivadas.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Djalma Filho
Salvador - Bahia - Brasil
658 textos (19525 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 11/12/16 02:40)
Djalma Filho