Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Meu aconchego

Repouso meus sentidos
no corpo que me aquece nas longas madrugadas
onde o frio teima em me trazer a dor.

Foram tantas noites mal dormidas
sem sonhos, sem cores, sem alegrias,
noites negras onde a vida negava a si mesma,
em atos e palavras sem ecos, nos abismos das tristezas,
o desejo de ser vida, simplesmente por ser.

Pelos caminhos obscuros das noites sem fim,
percorri em trilhas de longo passado
buscando pouso onde minhas asas pudessem descansar...
Muitas tentativas em vôos desgastantes,
levando-me em correntes onde a vida se tornava distante
dos sonhos que o amor em luz me sonhava.

Amparada na crença de encontrar luz nas ruas de mim,
voltei-me aos céus que em suas santas mãos
mostravam-me nova estrela,
uma única que nascia na noite vestida de ilusão.

Beijei-lhe no mesmo beijo em que me selou o amor,
trocou o escuro da minha noite
pelo sol que refletia seus desejos sem fim.
Vi então o sonho que voltava a sonhar
nas cores da paixão que unia meu corpo ao seu.

Tornei-me estrela em você,
luz refletindo a luz no sol que aquece a manhã.
Minhas noites já não são mais escuras,
seu manto me aquece, tocando meu corpo em brisas de prazer,
sou só sonho e desejo nesse aconchego que me fez conhecer.

***

http://acrampin.blog.uol.com.br
Aisha
Enviado por Aisha em 21/11/2005
Código do texto: T74511
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre a autora
Aisha
Jundiaí - São Paulo - Brasil, 50 anos
791 textos (35176 leituras)
1 e-livros (57 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 10/12/16 14:36)
Aisha