Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Poeta meu irmão...

Poeta meu irmão, de tudo a raiz...
Cantas alvorada e entardecer,
lutas como um doido nesse teu pais,
pelos direitos do homem ... a viver.

Conheces as duras grades da prisão;
O doloroso de viver sem amor,
a dura ignominia da perseguição...
Mas é teu ... o belo perfume da flor.

Poeta meu irmão , temos de lutar...
Criar carinho e amor em toda a linha,
ser-mos dignos do amor ... e muito amar;
De nosso labor ... ter frutos nesta vinha.

Vamos mostrar como é grande o nosso amor,
vamos dar alegria ... cantar ... cantar.
Tirar espinhos da vida ... a qualquer flor;
Dar alegria ... até o sol raiar.

Assim ó poeta ... meu distinto irmão,
mostraremos ao mundo ... a nossa razão.
António Zumaia
Enviado por António Zumaia em 22/11/2005
Código do texto: T74632
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
António Zumaia
Portugal
320 textos (20453 leituras)
71 áudios (5416 audições)
5 e-livros (1755 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 21/02/17 02:45)
António Zumaia