Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

SAUDAÇÃO

Quando passo pela rua
quero dizer aos cantos,
ao livre arbítrio da fealdade,
esqueletos das febres,
aos homens que sobrevêm:
- Largue esta Cruz! Vá Viver!
Mas eu digo: - Bom dia!
trovando o ditongo
entre dentes de barricada.

Não há comunhão
no momento que é de
acuidade do que há sob o sol
e meus instintos todos
mundo afora a colher
palavras para um papel
de gesto lívido,
sobreposto de mudez.

www.alfredorossetti.com
ALFREDO ROSSETTI
Enviado por ALFREDO ROSSETTI em 21/11/2007
Código do texto: T746328
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
ALFREDO ROSSETTI
Ribeirão Preto - São Paulo - Brasil, 66 anos
143 textos (2372 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 18/08/17 21:36)
ALFREDO ROSSETTI