Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Catarse

A chama da paixão que se apaga
aos poucos mostra o seu valor
intrigas de alguém que não paga
e que nada possui nenhum calor

Não se extingue tão fácil assim
sentimento verdadeiro não é cruel
choras a desventura cor de carmim
nos lábios o amargo sabor do fel

Aparências enganam sempre
nas palavras soltas ao vento
carícia bem vinda ou lúgubre
abalam-me a cada momento

Tormento do corpo e da alma
a cicatriz que ainda machuca
Esperança é a que me acalma
quiçá talvez o jogo de sinuca

Assim sigo meu longo caminho
todo coberto de flores  espinho
em busca de um novo carinho
quem sabe eu percorra sozinho.

NA.. Para meu amigo Cabotino...
Lahaina
Enviado por Lahaina em 22/11/2007
Reeditado em 15/05/2015
Código do texto: T747515
Classificação de conteúdo: seguro
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre a autora
Lahaina
Curitiba - Paraná - Brasil
1141 textos (40406 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 18/10/17 13:42)
Lahaina

Site do Escritor