Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto
A POESIA TEM RAZÃO


Sim; sou poeta,
Alma que exala versos,
Soltos como nuvens ao vento,
Amenos – colo de mulher,
Cortantes – cacos pelo chão.
Sim; poeta,
Das rimas pobres,
Das rimas ricas,
Ou sem;
O que é que tem?
Importa-se,
O fazer da poesia,
Estilos? Tanto faz,
Ser livre é ser capaz,
De embrenhar-se nas veredas
Do amor e dos sonhos,
Sem sair da realidade,
É permitir-se audaz,
Como um Guimarães Rosa,
Ter persistência,
Que atravessa a noite,
Solitária – esperançosa,
Dos Josés, das Marias, das Rosas...
Das curvas sinuosas,
Na contramão da vida,
Ainda que perigosa,
Sim; sou poeta,
Por que não?
Coração é um livro aberto,
O corpo passará... Decerto,
Os versos ficarão;
Pois, a poesia tem razão.
DELEY
Enviado por DELEY em 22/11/2007
Reeditado em 22/11/2007
Código do texto: T747615

Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, desde que seja dado crédito ao autor original. Você não pode fazer uso comercial desta obra. Você não pode criar obras derivadas.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
DELEY
Belo Horizonte - Minas Gerais - Brasil
4964 textos (187805 leituras)
4 e-livros (1657 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 20/10/17 09:09)
DELEY