Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Volúpia

O teu veneno elixir do tempo
Antídoto do meu entardecer
Obsoleto e alquebrado instrumento
Calado, a medita e a se esconder
A chama ardente prestes a me envolver
Quer meus queixumes aquietar
Não obstante afogueia minha calma
Inquietando a volúpia em meu olhar

Ah! Infiel tempo
Outrora fogo do meu desassossego
A contento
Debruço-me no colo que me tem
Ao fazer de mim seu instrumento
Marcado a ferro e fogo, amor e zelo
E como deixar de não sê-lo...
Ao fazê-lo
petronio paes frança
Enviado por petronio paes frança em 22/11/2007
Reeditado em 14/07/2016
Código do texto: T747670
Classificação de conteúdo: seguro

Copyright © 2007. Todos os direitos reservados.
Você não pode copiar, exibir, distribuir, executar, criar obras derivadas nem fazer uso comercial desta obra sem a devida permissão do autor.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
petronio paes frança
São Paulo - São Paulo - Brasil, 62 anos
549 textos (20653 leituras)
2 áudios (40 audições)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 19/10/17 00:04)
petronio paes frança