Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Morre um poeta

Epílogo.
No ponto final,
A cada novo parto,
Morre um poeta.
Dores e contrações
Quebram ossos,
Esmigalham células,
Dissolvem a alma.
Por vezes, o riso
Rende-se ao pranto
E a luz da esperança
Esconde-se em trevas.
A dura realidade
No cultivo da palavra
É o ciclo evolutivo
Do morrer e renascer.

+++++

Poesia On Line
17/11/07
Mote: Morrer para renascer
Proposto por Vilma
fiore carlos
Enviado por fiore carlos em 22/11/2007
Reeditado em 30/06/2012
Código do texto: T748191

Copyright © 2007. Todos os direitos reservados.
Você não pode copiar, exibir, distribuir, executar, criar obras derivadas nem fazer uso comercial desta obra sem a devida permissão do autor.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
fiore carlos
Limeira - São Paulo - Brasil
860 textos (316667 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 18/08/17 23:21)
fiore carlos