Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

O MORTO

“Só pela vida a esperar a morte
  e o que resta nesse meu destino
  pudera ser feliz e ter a melhor sorte
  se em meu egoísmo não fora tão cretino.
  Mas a vida é um jogo um perde outro ganha
  não se consegue sempre ver o mais esperto
  e saio derrotado e morto de vergonha.
  Os meus olhos já não vêem
  meus lábios já se calaram
  meus Deuses já não se crêem.
  Meu mundo todo está ficando escuro
  e a luz maior de que tanto falam
  não pode iluminar meu ser impuro”
 
Diego César
Enviado por Diego César em 22/11/2007
Código do texto: T748310

Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, desde que seja dado crédito ao autor original. Você não pode fazer uso comercial desta obra. Você não pode criar obras derivadas.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Diego César
Rio de Janeiro - Rio de Janeiro - Brasil, 31 anos
50 textos (2280 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 22/08/17 04:36)
Diego César