Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto


PERFUME

Na juventude fagueira que passou,
eu te amei entre mel e mil delícias,
sobre a relva que o tempo amarelou
quis sentir do amor suas primícias.

Mas o tempo corre célere, meu amor,
e a mim só me restou o seu perfume.
Sei que, agora, dás a outra o teu calor,
porém, juro, não tenho qualquer ciúme.

Quem um dia já viveu amor assim,
teve tudo, te repito, teve sim!

                    
            Enquanto houver um sopro de vida
            
enquanto houver uma só pulsação,
              o amor estará vivo em seu peito
              independente do clima ou da estação.

                                           Jorge Gil
   http://www.recantodasletras.com.br/autor.php?id=8651




 

HLuna
Enviado por HLuna em 23/11/2007
Reeditado em 23/11/2007
Código do texto: T749015
Classificação de conteúdo: seguro

Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, desde que seja dado crédito ao autor original (http://recantodasletras.uol.com.br/autores/helenaluna). Você não pode fazer uso comercial desta obra. Você não pode criar obras derivadas.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre a autora
HLuna
Fortaleza - Ceará - Brasil
9614 textos (237734 leituras)
15 e-livros (921 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 20/08/17 18:21)
HLuna