Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

VERMELHO APOCALIPSE

Vermelho de sangue
Que deixa a roupa manchada
Gritos de dor ecoam
Dizimados à dor, à espada ...
Incandescente e certeira
Letal e traiçoeira
Com sede de luto e morte
Deixando corpos caídos na terra
Abandonados à propria sorte
Eu me chamo guerra
A segunda cavaleira
Sou movida pelo ódio
Eu não perdôo, de sangue sou vermelha...

O segundo cavaleiro do apocalipse: a guerra... Infelizmente, ela não perdoa, é uma realidade assustadora.
Aline Boeno
Enviado por Aline Boeno em 23/11/2007
Código do texto: T749717

Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, desde que seja dado crédito ao autor original. Você não pode fazer uso comercial desta obra. Você não pode criar obras derivadas.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre a autora
Aline Boeno
Horizontina - Rio Grande do Sul - Brasil, 29 anos
14 textos (559 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 22/08/17 08:41)
Aline Boeno