Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Saudosas margaridas

Simples, compassado
Nada como sentir
Perceber coisas ao lado
Boas ou ruins.
Um abajur, o travesseiro
Na bolsa azul, o mundo inteiro
Pés descalços ou de meias
Andar pela casa a noite inteira
Feito criança imaginar um sorvete
Mas... Esperança é dormir novamente
Cabeça cheia de pensamentos
Reflexões passam rápidas com o vento
Transformando razões
Você orienta-se dorme num cansaço
Sente a confiança envolver-te num abraço
Se quis ver felicidade no outro amanhecer
Neste egocentrismo só quis apreender
Abraçar o mundo ver flores todos os dias
Não sofras, não temas, pois verás margaridas
Ainda crescerem sorrateiras
Em meio ao imaginário solo sem vida
Que regastes com lágrimas da despedida
Maria Rita Pereira
Enviado por Maria Rita Pereira em 25/11/2007
Reeditado em 03/01/2009
Código do texto: T752201

Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, desde que seja dado crédito ao autor original (cite e nome do autor e o link para a obra original). Você não pode fazer uso comercial desta obra. Você não pode criar obras derivadas.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre a autora
Maria Rita Pereira
São Paulo - São Paulo - Brasil
108 textos (3629 leituras)
1 e-livros (86 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 16/08/17 12:50)
Maria Rita Pereira