Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Sinto muito

Vejo porque sou cego
Escuto porque sou surdo
Falo porque mudo

Sem teorias malucas
Sem ilusões
Sem idéias caducas
Sem aflições

Vejo porque sou surdo
Falo porque sou cego
Escuto porque mudo

O “por quê?” reinará
Na fina voz de uma criança
E sempre existirá
Enquanto houver uma lembrança

Escuto porque sou cego
Falo porque sou surdo
Vejo porque mudo

O certo é que já nasci sabendo
Mas não consigo explicar
A medida que vou crescendo
As ilusões tendem a aumentar

Vejo porque vejo
Escuto porque escuto
Falo porque falo

Ilusões que criamos
Ilusões que esculpimos
Ilusões que amamos
E que choram se partirmos

Vejo porque mudo
Escuto porque mudo
Falo porque mudo

Já sei de tudo
Não minto
Redondo ou pontiagudo
Só sei que sinto

Vi, escutei, falei
O porque, eu não sei.
João Valio
Enviado por João Valio em 23/03/2005
Código do texto: T7534
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
João Valio
Sorocaba - São Paulo - Brasil, 31 anos
71 textos (5434 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 27/09/16 21:04)
João Valio