Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

CANTO PARA A LUA






Nas madrugada vivo
a cantar para a lua
para meus amores,
mas o silencio é total.
Ninguém escuta meu clamor,
ninguém percebe a dor de minh'alma
que em lágrimas serenas molham a face
e dilacera o peito.
Caminhante sou da madrugada
sempre em busca do ser amado,
mas os caminhos são dispersos,
os desencontros reinam cada dia mais.
Solidão que se torna dolorida
e a cantar sigo meu peregrinar
como os lobos na madrugada
em busca de sua amada.
Lua, minha amada lua
porque não ilumina minha vida
que hoje caminha para um caos,
para uma dor incontida,
para um findar se lento
no vazio de mim.
Traga de volta o meu cantar,
o meu amor e a mim mesma
que se encontra perdida
pelas veredas da vida,
sem rumo certo,
perambulando como uma doidivana
que perdeu seu jeito de caminhar.
Lua majestosa lua
traga me de volta pra mim,
pois sem meu ser que brilha e reluz
nas madrugadas eu  morro lento
a cada amanhecer.

zelisa camargo
14.03.05
14.13
ZEL
Enviado por ZEL em 23/03/2005
Código do texto: T7542
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre a autora
ZEL
Aparecida de Goiânia - Goiás - Brasil, 69 anos
311 textos (33906 leituras)
8 e-livros (802 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 28/09/16 03:53)
ZEL