Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

VENTO SILO


Êta vento,
Parece que você me ouve mais...
Mas as respostas,
Em nenhuma brisa você me traz.
O que fazem quando dou de costas?
Minhas palavras estão ao relento.
Nenhum eco aberto,
Não chegaram a nenhum cais,
Será que encalharam nas areias
De algum silencioso deserto?
As tirei do sangue das minhas veias,
Embrulhei com amor, estou certo!
Jogo garrafas ao mar
Porque estou a deriva e nada por perto,
Acho que vou rezar
Pra ver se durmo e sonho,
Talvez descubra se o vento está surdo,
Ou se ele está risonho,
Porque talvez esteja mudo.

Walterbrios
13 de novembro de 2005
Walter BRios
Enviado por Walter BRios em 23/11/2005
Código do texto: T75463
Classificação de conteúdo: seguro

Copyright © 2005. Todos os direitos reservados.
Você não pode copiar, exibir, distribuir, executar, criar obras derivadas nem fazer uso comercial desta obra sem a devida permissão do autor.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Walter BRios
Salvador - Bahia - Brasil, 61 anos
358 textos (13845 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 11/12/16 00:43)
Walter BRios