Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto
Até Amanhã

Seu egoísmo fica entregue
Aos seus caprichos
Suas mãos, seus beijos, seus abraços,
Não me importam mais...

Seu rosto no meu porta-retrato
Me sorri toda manhã... Mas só até amanhã,
Porque vai parar numa gaveta qualquer.
Mórbida loucura?!
Tormento de amor... Por quê?!

Se o tempo passa, a vidraça embaça
A aranha tece, a folha caí... até a tecla emperra!
Delete..........!!!!!
Pois quem mão morre, reinventa a vida.

Luciah López
Enviado por Luciah López em 27/11/2007
Reeditado em 12/01/2008
Código do texto: T755378
Classificação de conteúdo: seguro

Copyright © 2007. Todos os direitos reservados.
Você não pode copiar, exibir, distribuir, executar, criar obras derivadas nem fazer uso comercial desta obra sem a devida permissão do autor.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre a autora
Luciah López
Curitiba - Paraná - Brasil
1429 textos (76360 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 22/08/17 17:34)
Luciah López