Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

TEMPO ESPAÇO E PESSOA

Eu, olhando o relógio interno
As horas caminham eternamente
Rápidas, quando preciso de tempo
Lentas, quando preciso chegar

Olhando o relógio de fora
Dia raiando
Noite passando
Tempo presente no mesmo lugar

Primaveras e outonos
se espalhando em hemisferios
Dois verões e dois invernos
me encontram aonde eu vá

Norte, Sul, línguas faladas
Diferentes lendas, distintas estradas
Coisas para se mirar

Valores se confundem quando se deparam
E eu os carrego como tatuagens
que adquiri nas passagens
Não fazem sentido do lado de fora
E eu olho a vida
e questiono as horas.
E "as casas tão verde e rosa que vão passando ao me ver passar"*

Ainda espero o trem da história
que vem chegando e não para
Que nunca para de chegar
No trem da história me encontro
sentada, passando
escutando a estrada passar
A história passando e eu chegando
no final da espera
na curva da esfera
no Tempo sempre presente de recomeçar.


D.V.
03/11/2000

Copyright © 2000 - 2007 Dulce Valverde
All Rights Reserved

* Citação da musica "Trem das Cores" do Caetano Veloso
DULCE VALVERDE
Enviado por DULCE VALVERDE em 28/11/2007
Código do texto: T756562
Classificação de conteúdo: seguro

Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, desde que seja dado crédito ao autor original (Cite o nome do autor e link para o site " http://recantodasletras.uol.com.br/autor_textos.php?id=6199 "). Você não pode fazer uso comercial desta obra. Você não pode criar obras derivadas.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre a autora
DULCE VALVERDE
Estados Unidos, 47 anos
395 textos (11010 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 20/10/17 05:50)
DULCE VALVERDE