Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Voo Solo

Uma certa libélula
voando incerta
vaidosa e crédula
se viu borboleta

Uma certa libélula
se viu bailarina
frente a fotocélula
queimou minha rima.

Como enlouqueci
voei como ela
e entre dois polos
ambos negativos
não sobrevivi
à brisa abrasiva
de um solo
em capela.
 
Elane Tomich
Enviado por Elane Tomich em 24/11/2005
Reeditado em 22/11/2013
Código do texto: T75727
Classificação de conteúdo: seguro

Copyright © 2005. Todos os direitos reservados.
Você não pode copiar, exibir, distribuir, executar, criar obras derivadas nem fazer uso comercial desta obra sem a devida permissão do autor.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre a autora
Elane Tomich
Teófilo Otoni - Minas Gerais - Brasil
319 textos (11441 leituras)
1 e-livros (126 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 06/12/16 12:38)
Elane Tomich

Site do Escritor