Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Quiçá


Sou da Terra, não sou do mar
Não sou peixe mas sei nadar
Porém não tenho escamas
Somente a cama, para me esquentar
Minha mulher não é sereia
É feiticeira a me encantar
Dediquei-me um tempo a navegar
E assim pude então constatar
Que não há ilhas de desesperança
Por que de esperança se constitui
O verbo amar
Aqui, entre o azul do céu e o azul do mar
Percebo que preciso de terra firme para pisar
E que somente quando me sinto livre
Posso me deixar cativar
E nesse balanço das ondas do mar
Meu coração não mente, a minha mente
Deseja voar
E voando nesse sonho
No meu mais lindo sonho
Quero então mergulhar
Será que nesse mergulho vou te encontrar?
Ou simplesmente me afogar?
Talvez eu saiba um dia... quiçá!

cacaubahia
Enviado por cacaubahia em 29/11/2007
Reeditado em 04/12/2008
Código do texto: T758052

Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, desde que seja dado crédito ao autor original. Você não pode fazer uso comercial desta obra. Você não pode criar obras derivadas.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
cacaubahia
Palhoça - Santa Catarina - Brasil, 57 anos
347 textos (37923 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 22/08/17 10:26)
cacaubahia