Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

" Infância "

     Aconteceu a vida celebrando a vida
     E fez de mim criança e imaginação
     Olhar de lince, sonho de algodão
     E uma curiosidade de ave de arribação

     Então eu aprendí driblar a chuva
     Andar de mãos atadas com o momento
     Ter a eternidade em um segundo
     E a felicidade como um movimento

     As borboletas da alma imperavam
     Quando era para louvar a fantasia
     Como um punhado de plumas brincalhonas
     Que vinham festejar o lindo dia

     Banhado de alecrim e menta
     Cantava como um verso solto ao vento
     A brisa fresca do universo
     Refrigerava-me em luz e sentimento

     Compreendí  que era alma, e o corpo
     Era um apêndice de amáveis alegorias
     Que eu usava e que servia
     Para multiplicar as minhas alegrias

     Quando o belo anjo vinha mostrar
     A fada, a noite, os vagalumes
     Eu adormecia abraçado
     Entre estrelas e perfumes

     Se a noite vinha brincar de cobra cega
     Lembrando que há o momento da escuridão
     Pedia à chuva e ao sol um arco íris
     Que me carregasse em sua mão!


Jose Balbino de Oliveira
Enviado por Jose Balbino de Oliveira em 29/11/2007
Reeditado em 30/11/2007
Código do texto: T758094

Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, desde que seja dado crédito ao autor original. Você não pode fazer uso comercial desta obra. Você não pode criar obras derivadas.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Jose Balbino de Oliveira
Vitória - Espírito Santo - Brasil
408 textos (180391 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 18/08/17 13:50)

Site do Escritor