Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Absinto.

Sinto falta do calor do teu abraço
E nesse instante sinto uma lagrima correr
Mas logo me recomponho e me disfarço
Pois renasce a esperança que breve vou te ver.

Sinto falta da tua respiração no meu pescoço
E o teu meigo coração batendo junto ao meu
Causando em meu corpo tanto alvoroço
Quero que saiba que o meu amor é todo teu.

Minha mão te procura quase por extinto
Quero beijar os teus labios perfumados umedecidos
Como se fosse uma flor do absinto
Quero entrelaçar nos teus braços perder a razáo e o sentido.

E me entregar assim a todo deleite
A este amor que embriaga e enlouquece
Mas tenho medo que o meu amor voce rejeite
E pensando dessa forma minha alma se entristece.

Esta mistura de sentimento me confunde
Mas certamente eu sei o que é o paraiso
Esta emoção então me domina e me ilude
Meu coração pronto pra presente sucumbe o homem indeciso.

Meu corpo agora neste estado febril
Vou te amar muito e assumir as concequencias
Prevalecendo a minha face varonil
Devo confessar é melhor noite que em minha via existiu.

     ****PEDRO NOGUEIRA*****
Pedro Nogueira
Enviado por Pedro Nogueira em 29/11/2007
Reeditado em 17/06/2009
Código do texto: T758230
Classificação de conteúdo: seguro

Copyright © 2007. Todos os direitos reservados.
Você não pode copiar, exibir, distribuir, executar, criar obras derivadas nem fazer uso comercial desta obra sem a devida permissão do autor.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Pedro Nogueira
Campinas - São Paulo - Brasil, 64 anos
6223 textos (164889 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 19/08/17 07:14)
Pedro Nogueira