Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Longínquo desejo

[A A.B.]

És tão proibido para mim
Que me provoca vertigem
Pensar que me possua
Em pensamento.

Tão inalcançável, o que tens a me oferecer?
Loucuras infinitas, o perigo
E a vida.

Será que sabes o que sinto?
Será que meu olhar, mentindo inocência
Me denuncia?
Queria tanto ser só sua
por uma noite,
Mesmo que me largasse
Ao nascer do dia.

A sandice valeria pela vertigem.
Ah, como sou tola!
Deixo que meus desejos impossíveis
Tomem conta de mim.

Tenho que me recompor.
Estás tão acima de mim,
Sou uma reles aluna
Enquanto és professor
Num jogo hierárquico
Inaudito, porém existente
Do qual prendemo-nos
Em nosso valor.
Ursel Schwartzinger
Enviado por Ursel Schwartzinger em 29/11/2007
Código do texto: T758256

Copyright © 2007. Todos os direitos reservados.
Você não pode copiar, exibir, distribuir, executar, criar obras derivadas nem fazer uso comercial desta obra sem a devida permissão do autor.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre a autora
Ursel Schwartzinger
Rio de Janeiro - Rio de Janeiro - Brasil
89 textos (2412 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 22/10/17 19:40)
Ursel Schwartzinger